Bacafá

Bacafá

quinta-feira, 4 de março de 2010

Pergunta do dia.

Os fins justificam os meios quando o objetivo é buscar a segurança da sociedade?

16 comentários:

Mateus S. Pires disse...

Na nossa sociedade atual, os resultados não são exemplos de meios bem sucedidos. Isso é reflexo de um povo sem escrúpulo para chegar ao seu objetivo, cegando a real função social de cada um. O processo é lento para alcançarmos bons resultados, mas precisamos de uma "educação base" excelente.

Anônimo disse...

De forma alguma. Devemos buscar a segurança da sociedade pelo fato de termos abrido mão de parte dos nossos direitos em prol da segurança social garantida pelo Estado. Não vejo necessidade de extrapolar as coisas para alcançar a segurança da sociedade. Precisamos de soluções concretas, não demagogia demasiada.

MARCOS TÚLIO RODRIGUES DE ANDRADE

Daniella Ristow disse...

Uma atitude é justificada dependendo do seu objetivo, os resultados são as consequências da ação, e se o fim for o bem coletivo e não individual é justificado.

Karine Odorizzi disse...

Dizendo que “qualquer meio” justifica o fim que se busca seria generalizar demasiadamente, porém não se pode negar que “um meio qualquer” apenas não serve para chegar onde se precisa para manter a ordem e a segurança no nosso país.
A violência está muito intensa, os meios utilizados hoje em dia não conseguem surtir o efeito esperado, é visto que se precisa escolher outros meios, meios os quais devem ser utilizados com consciência e de olho nas conseqüências que eles trarão.
Por exemplo, como alguns casos que já aconteceram no Brasil e no mundo, onde policiais atiram em alguém pensando ser algum “bandido” e depois percebem o erro que cometeram por atingir a pessoa errada, é justificável que a polícia atire em alguém (mesmo que seja quem procuram) por não conseguirem detê-la? Pra que mesmo existe a justiça? Acho que não para fazê-la com as próprias mãos...

Fernanda disse...

Acho que faltam-nos meios. Enquanto o governo se preocupa em controlar nossos impostos e nossa conta bancária, deveria se importar em controlar as armas na maos de bandidos, na venda de drogas, na violência...

Anônimo disse...

Depende, quando se trata da questão de, buscar a segurança da sociedade, o Estado deve garantir a todos nós segurança e bem estar...Uma atitude só é justificada dependendo do seu objetivo... não podemos julga-los sem saber de seus objetivos...os fins justificam os erros... Acadêmica: Daniele Petris

Lucivane Lopes disse...

Particularmente acho que não justifica. Se para atingir um objetivo, seja ele qual for, seja preciso burlar a lei, para que existir regras então? Tudo seria justificável, porque a finalidade era para o bem da sociedade ou de um individuo. E as normas não atendem a segurança da sociedade? Para que elas foram feitas então? Se cada um fizesse a sua parte e seguisse o que dizem as normas, não seria necessário usar de “meios” para chegar a objetivo final desejado.
Porém, hoje vivemos em uma sociedade capitalista, onde cada um defende seus interesses e, às vezes, para defender esses interesses, usam de artimanhas que envergonham o ser humano.
Isto soma com muitas falhas por parte da fiscalização do Estado, acaba sendo admitida, por grande parte da sociedade, a defesa de seus interesses, nem que para isso seja preciso usar de meios ilícitos.

Raphael Rocha Lopes disse...

Mateus, pelo que entendi, para você os fins não justificam os meios, certo?

Marcos Tulio, demagogia comedida pode?

Daniella, torturar um padre pra conseguir que ele revele a confissão de um pedófilo é valido?

Karine, o caminho é esse mesmo.

Fernanda, quais seriam esses meios?

Daniele, repetindo a pergunta que fiz para a Daniella, não acha que seria perigoso demais, por exemplo, sermos proibidos de nos manifestar para que não nos manifestássemos errado (do ponto de vista de quem está no poder)?

Lucivane, gostei da sua pergunta. Se as normas não atendem a segurança da sociedade, para que servem, então?

Bruna disse...

A princípio não! Ou devo dizer "via de regra não". Nem devem, porque, convenhamos, se a sociedade entendesse desta forma, não seria nada difícil inventar "desculpas" para justificar o cometimento de atos moralmente repudiáveis.

Entretanto, penso que para tudo tem uma exceção e tenho consciência de que cada caso é um caso. Se for pensar bem, filosofar mesmo sobre o assunto, alguns fins justificam os meios sim. Se assim não o fosse, não permitiríamos a absolvição de alguém que matou agindo em legítima defesa, por exemplo. (Caso hipotético - Fim: sobrevivência. Único meio: matar).

Márion Renken disse...

Sim, os fins justificam os meios. No Brasil falta organizar, falta executar a lei, afinal, ela existe e está expressamente disposto em nossa Constituição nossos direitos e deveres, incluindo a segurança pública. Porém, não é isso que ocorre. Já não se tem segurança nem dentro de nossas próprias casas, incansáveis vezes que vemos os noticiários publicando mais vítimas de bala perdida, de prisão ou assassinato por engano, e por aí vai.

A segurança pública está defasada. Aplicar multas e penalidades por cometer infrações de trânsito não basta. É preciso que a lei funcione, que esteja de fato, vigente, ou melhor dizendo, que seja eficaz.

Aline disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Aline disse...

Creio que não.
Buscar a segurança da sociedade é fundamental, mas não de qualquer forma e/ou sem limites.
Tem que haver bom senso e, principalmente, respeito pelas pessoas.
Não creio que combater a violência com mais violênica seja bom ou justificável.

Clarisse disse...

Acredito sim que os fins poderão justificar os meios, com relação a este tema imagino um protesto onde alguns começam a se descontrolar e provocar bagunça e anarquia, chegando um batalhão de choque da policia terão que muitas vezes usar de força fisica e artefatos como bombas de gás lacrimogêneo, balas de borracha, para conter essa multidão descontrolada, e esses meios extremistas terão que ser utilizados para obter um fim que seria justificável, ou seja, o controle de algumas pessoas não civilizadas que podem prejudicar pessoas civilizadas.

Elias disse...

Não. Uma sociedade pressupõe organização, normas e leis, portanto o Estado deve criar maneiras legais para se obter segurança social, sem violar a liberdade de nenhum ente da sociedade.

Anônimo disse...

SOU DA OPINIÃO DE QUE OS FINS JUSTIFICAM OS MEIOS. O que interessa é a satisfação do ego.
Marcos Túlio R. Andrade

Anônimo disse...

desta forma demagogia comedida pode sim.!
MARCOS TÚLIO