Bacafá

Bacafá

quinta-feira, 25 de março de 2010

Advogado agredido, xingado,humilhado e desdenhado será indenizado em 15 mil.

O advogado Dennyson Ferlin será indenizado por dano moral pelo Espólio de Gilberto Tonial. A decisão foi da 2ª Câmara de Direito Civil, que reformou parcialmente a sentença da 1ª Vara Cível da Comarca de Videira e ampliou o valor da indenização de R$ 4,5 mil para R$ 15 mil, ao considerar o patrimônio do ofensor.

Ferlin detinha procuração para atuar na sociedade de José Pozzan, que tinha Gilberto Tonial como sócio. No cumprimento do mandado judicial para entrar na empresa, o advogado acabou agredido física e verbalmente por Tonial.

Durante a tramitação do processo, o agressor morreu e houve a habilitação dos herdeiros, que recorreram da sentença, assim como Ferlin. Na apreciação do recurso, o relator, desembargador substituto Jaime Luiz Vicari, levou em consideração os depoimentos de testemunhas.

Ele entendeu que a atitude do falecido ofensor foi "injustificável, sem qualquer fato que legitime a atitude no mínimo extremada, destemperada, explosiva e despropositada". Também destacou os dados da certidão do Oficial de Justiça que acompanhou o advogado, onde foram descritas as agressões físicas e as palavras inconvenientes proferidas, inclusive expressões de baixo calão.

"Não se trata aqui de fatos que geraram apenas um dissabor, um incômodo cotidiano, pois o profissional foi xingado, humilhado, rebaixado, desdenhado, empurrado, isso na frente do seu cliente e de outras pessoas e ao tentar cumprir o seu mister", concluiu o julgador ao ampliar a indenização. A votação foi unânime. (AC nº 2006.008373-4)

Fonte: Portal TJSC.

2 comentários:

diegobayer disse...

Dennyson merece ! Um advogado honesto e muito correto !

Lucivane Lopes disse...

Independente se é advogado ou não. Todo ser humano merece respeito. Educação é bom e todos gostam. Essa decisão serve de exemplo para que um episódio como esse não se repita.