Bacafá

Bacafá

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Éramos pedófilos e não sabíamos?!

Quem nasceu do início da década de 70 para trás deve lembrar de um anúncio publicitário que agitou o mercado das margarinas e modificou o ranking desse produto. Estou falando da margina Mila (Mila / é a margarina / que veio do milho / Mila). O anúncio revolucionário, e que veio em um momento crítico do produto justamente porque suas vendas estavam em constante queda, foi aquele onde crianças apareciam nuas. Dizem que em menos de duas semanas as vendas subiram de menos de 80 toneladas para mais de 450, obrigando a retirada do comercial do ar por dificuldades na produção.

Quem de nós, naquela época (a primeira campanha é de 1979, e eu tinha entre seis e sete anos) achou que as crianças peladas eram um estímulo à pedofilia? Quem achou que o anúncio publicitário era sexualmente apelativo? Acredito que se houve tais pensamentos, foi pouca gente, pois, como disse, as vendas subiram absurdamente.

Pergunto, então: éramos pedófilos enrustidos, ingênuos pacatos ou simplesmente não víamos cabelo em casca de ovo? Hoje, não vejo a mínima possibilidade de um anúncio nestes termos conseguir a aprovação sequer do próprio cliente.  Se conseguisse, as carolas de plantão fariam uma fogueira de margarinas na frente dos supermercados e haveria uma campanha virtual internacional de boicote ao produto.

Será que agora que somos pedófilos enrustidos? Ou apenas maliciosos depravados vendo chifres em cabeças de cavalo?

Não consegui o vídeo isolado, mas clicando aqui um dos anúncios da margarina Mila poderá ser visto entre outros no intervalo de um programa da Rede Bandeirantes. Só que este vídeo já é da campanha de 1992.

Clicando aqui poderá ver a campanha original de 1979 em dois vídeos, diretamente do blog do filho de um dos criadores da campanha. São os vídeos mais divertidos. Role até o título "Melhores Propagandas 2" e assista-os.
Clique aqui para ler como tudo começou e entender um pouco como funcionou a criação da campanha.

9 comentários:

Jaque disse...

Se o comercial não fosse barrado antes de ser veiculado, certamente após a primeira exibição seria censurado por causa da "pornografia infantil"...

Cary disse...

não sei se a propaganda beira a pedofilia, tudo bem que os pedófilos adoraram , mas tudo está na nossa cabeça, são simplesmente crianças peladas e se lambuzando na margarina. Nada de mais a partir do momento que começamos a pensar que talvez não tenha nada de mais...

Paulo César Nascimento disse...

Raphael, nem toda nudez é necessariamente erotizada. Se fosse assim, ninguém poderia cuidar da higiene dos seus filhos. O conteúdo não era apelativo. Era mais tarado o Milton Moraes perguntando se a gente preferia underberg com "soda" ou na "caninha", apertando os olhos com cara de peixe morto. Abs

Raphael Rocha Lopes disse...

Jaque, é uma possibilidade bastante grande.

Cary, concordo que a interpretação depende do que passa na cabeça.

Paulo, concordo plenamente. Não dá e não se deve erotizar tudo. Realmente o conteúdo não era apelativo (ao contrário, era bem bonito). Apenas provoquei os nossos pensamentos, porque não consigo imaginar um anúncio assim nos dias de hoje. Muito mais apelativas são, sim, as piadas de duplo sentido.

Adriano Rodrigo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Adriano Rodrigo disse...

Realmente me impressioneimuito ao saber que existia duas propagandas com crianças peladas.

Acredito que na época deveria ter outras da mesma empresa, mas pelo fato da margarina "Mila" estar indo por água baixo, foi uma maneira radical para atrair a atenção dos telespectadores.

Assim, na hora de comprar uma margarina, o primeiro nome que vem é a Mila, por lembrar das crianças peladas.

Jogo de marketing desapropriado, mas eficaz.

se fosse nos dias de hoje, garanto que nâo iria ter um resultado muito bom.

Vanessa Leviathan disse...

Não éramos pedófilos e não sabíamos... era um tempo que ainda havia a "ingenuidade"... éramos (como diz a música) "simples de coração".

Adorei o seu texto. Parabéns!
Nostalgia boa.

lukkasoli disse...

Postei o video de 1992 no youtube e depois de 6 meses foi retirado. O roteiro do video com as criancas nuas nos lembrava do Filme a Lagoa Azul.
Infelizmente hoje tudo é proibido , independente do contexto e da forma !

Julia disse...

Crimes de pedofilia provavelmente aconteciam nos anos 70 tanto quanto hoje, mas não eram tão falados. Até hoje, abusos sexuais são extremamente comuns e na sua maioria o que acontece é ou a criança tem medo de contar para alguém, ou conta é desacreditada, ou conta, mas a família prefere esconder o fato e às vezes até culpar a própria criança a denunciar. Se hoje uma campanha como essa é proibida é porque a consciência em relação ao problema aumentou.