Bacafá

Bacafá

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Projeto torna obrigatório o uso de imagem real em publicidade.

Do Portal da Câmara dos Deputados:

"A Câmara analisa o Projeto de Lei 7228/10, do deputado Edmar Moreira (PR-MG), que proíbe o uso de fotos ou imagens “meramente ilustrativas” em propagandas de produtos veiculadas em jornais, revistas, panfletos, televisão, embalagens, sites e outros. A proposta obriga os anunciantes a retratar o conteúdo real do produto.

De acordo com a proposta, o produtor/revendedor que descumprir a regra será punido com multa de R$ 1 mil. No caso de reincidência, a multa será de R$ 10 mil e o estabelecimento poderá ser fechado.

Segundo Edmar Moreira, hoje as empresas que utilizam imagens irreais dos produtos nas propagandas não podem ser punidas se incluírem o alerta “foto ou imagem ilustrativa”. O alerta exime a empresa de eventuais processos por propaganda enganosa.

O projeto tramita apensado ao PL 3197/97, do Senado, que trata de propaganda enganosa em sorteios por telefone. As propostas serão analisadas pela Comissão de Constituição, de Justiça e de Cidadania, antes de serem votadas pelo Plenário."

Na página indicada lá em cima, o leitor tem acesso aos dois projetos de lei.

11 comentários:

Cléber disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cléber disse...

Muito boa essa lei, assim o consumidor não é enganado, por fotos que chamam sua atenção por algum produto que não existe.

Thiago de Oliveira Braga disse...

Não vejo problema no uso de fotos "meramente ilustrativas" como as usadas atualmente e não trato o uso destes tipos de imagem como propaganda enganosa. Por isso não vejo o por que da aprovação desta lei.

Carla Niehues disse...

Muitas vezes "A imagem é a alma do negócio". Por isso não concordo com a lei. Pode ser visto como enganação por muitos, mas um produto que tenha uma boa imagem chama mais a atenção do publico. E para vender é precio convencer o cliente e o 1° passo para isso é mostrando (na maioria das vezes com "fotos meramente ilustrativas") de que o produto vale a pena ser comprado.

Crislaine Goerll disse...

Nos tempos de hoje as imagens são a alma do negócio por esse fato não vejo muita a necessidade de ser aprovada essa nova lei, imagens reais ou meramente ilustrativas não vão fazer muita diferença... o fato é que hoje em dia somos influenciados a compra justamente pelo visual ou imagem das coisas, saber fazer a diferenciação depende da gente.

Giovani Cole disse...

muitas pessoas compram produtos por se pressionarem com a propaganda e acharem que o produto é bom, mas acabam se enganando ...
gostei dessa "nova lei", assim muitas pessoas não serão mais enganadas.

Anônimo disse...

Para ganhar um cliente as pessoas tem que investir realmente na propaganda, mas concordo que ocorre muitos protudos que nao fornecem tudo que apresentam na propagando embora que se a pessoa quer comprar o produto ela vai saber do que se trata e nao ficar acreditando em ilusoes, ou coisas surreais que os produtos nao apresentam.

Grégori Goelzer disse...

Para ganhar um cliente as pessoas tem que investir realmente na propaganda, mas concordo que ocorre muitos protudos que nao fornecem tudo que apresentam na propagando embora que se a pessoa quer comprar o produto ela vai saber do que se trata e nao ficar acreditando em ilusoes, ou coisas surreais que os produtos nao apresentam.

Jener disse...

Encarando pelo ponto de vista do marketing, a imagens ilustrativa é sempre a 1ª escolha em casos simples, pois não tem custo de estúdio, fotógrafo e se consegue idealizar exatamente uma imagem de valor ao produto, quem nem sempre é condizente a oferta, por outro lado tornará ao público uma visão mais clara, exigindo assim mais cratividade por parte das agências, pois ficará mais dificíl.
Acho muito interessante e também arriscado, pois todos hoje já sabem de maneira geral que a imagem não remete exatamente ao produto, mas alimenta expectativas, pois a primeira impressão é a que fica, mas se nosso público começa confiar extamente nas imagens, suas manipulações terão um impacto ainda maior quanto a expectativa, podendo geral muitos conflitos.
Penso que deveria manter como está porém o enunciado de meramente ilustrativa deveria ser mais enfatizado ao olhos dos consumidores e remeter pelo menos 50% ao produto que de fato é o foco.
Essa é minha opinião!

Att: Jener

Um grande Abraço Rafa

Haroldo Jonathan Isidoro disse...

Em minha opinião esse projeto de lei está certo, pois, os consumidores estarião vendo oque irião comprar, não estarião comprando uma imegem meramente ilustrativa, mas sim o produto como ele é.

Sergio Luciano Zapellini disse...

Muito interessante está lei, pois ela querendo ou não dará ao consumidor certa confiança no que esta comprando. Ele não será impulsionado por uma imagem, e sim ira adquirir o produto por conquistar seu interesse de compra.