Bacafá

Bacafá

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Que venham felizes e flamenguistas.

Mas se não forem flamenguistas, não tem problema, não.

Uma pequena homenagem ao meu irmão Alexandre e minha cunhada Beth, e aos meus amigos Martha Carina e Miguel.

Sempre que estou bem feliz, lembro de uma poesia que escrevi há muitos anos. Muitos mesmo. Pode não ser nenhuma obra-prima literária, mas eu gosto dela mesmo assim.

E estes dois casais que me são muito caros estão grávidos. A homenagem é para os seis, então. A filha do meu irmão e minha cunhada está com o nasciment previsto para o início de novembro (embora eu já tenha deflagrado a campanha: Izabelle - 11 de novembro - Seguuuuuuura Beth!!!) e o filho ou filha dos meus amigos vai demorar um pouco mais.

Aí está:

CAMPOS AZUIS

Sentir a paz

E vamos correr e brincar e dançar
Por toda a extensão dos campos azuis

Subiremos as infinitas montanhas amarelas
Sem nunca cansar
Tocaremos sem medo o céu bege
Deitaremos nas folhas cor-de-rosa
E sentiremos sua agradável fragrância lilás

Pularemos ao redor dos troncos brancos das árvores
Escalaremos seus galhos também brancos
E nas copas prateadas
Daremos o maior grito vermelho de paixão já ouvido
Saltaremos, então, daquela altura
Brincando com o ar colorido

Sem dúvidas, nem remorso, colheremos todas as flores de cor sublime
O sol verde nos dará total cobertura
A chuva dourada molhará nossos corações felizes
Os pássaros cantarão melodias lindas demais
E o arco-íris explodirá em milhões de cores.

E para complementar, uma música que sempre lembro quando leio essa poesia (com as cores nos lugares certos...):

6 comentários:

Anônimo disse...

Agradecida, agradecida, agradecida! Sem palavras para comentar tão belas palavras. A única observação que tenho a fazer é: que venham felizes! Porque lá em casa já temos um internacional roxo e uma fluminense adepta rsrsrsrs. Então, imagina a confusão se for flamenguista ehehehehe. Beijos, Martha e bebê.

a disse...

Ora, ora... por esta nao esperavamos. Ficamos extremamente lijongeados de saber que quando estas feliz, venha a voce nossa lembranca. Concordamos com a Martha, na questao quanto a como lhe agradecer. Realmente estamos sem palavras.
A proposito Martha, facamos uma forcinha p/ser Flamenguista... hehehe, embora a Beth seja Corinthiana.
E Rapha, quanto a esperar até dia 11, na campanha deflagrada... nao sei nao... acho dificil.. hehhe
Abracos e beijos,
Ale e Beth

Ale e Beth disse...

Ora, ora... por esta nao esperavamos. Ficamos extremamente lijongeados de saber que quando estas feliz, venha a voce nossa lembranca. Concordamos com a Martha, na questao quanto a como lhe agradecer. Realmente estamos sem palavras.
A proposito Martha, facamos uma forcinha p/ser Flamenguista... hehehe, embora a Beth seja Corinthiana.
E Rapha, quanto a esperar até dia 11, na campanha deflagrada... nao sei nao... acho dificil.. hehhe
Abracos e beijos,
Ale e Beth

Ale e Beth disse...

Ora, ora... por esta nao esperavamos. Ficamos extremamente lijongeados de saber que quando estas feliz, venha a voce nossa lembranca. Concordamos com a Martha, na questao quanto a como lhe agradecer. Realmente estamos sem palavras.
A proposito Martha, facamos uma forcinha p/ser Flamenguista... hehehe, embora a Beth seja Corinthiana.
E Rapha, quanto a esperar até dia 11, na campanha deflagrada... nao sei nao... acho dificil.. hehhe
Abracos e beijos,
Ale e Beth

Ítalo Demarchi disse...

Muito bom professor, quando penso em crianças, campos, flores, pássaros, também me vem em mente a nostalgica música do eterno e inconfundível Louis Armstrong, parabéns aos casais futuros papais e mamães e parabenizo tambem pela poesia, abraços

Miguel Felipe disse...

cara. muito bom. acho que tu dá pra poeta mesmo. rsrsrsrsrs.
a melhor parte é a do grito vermelho de paixão...
brincadeiras à parte, realmente foi inspirado. fiquei muito emocionado e agradeço do fundo do coração, amigo.